7 dicas para fazer layouts que convertem mais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Foi-se o tempo em que era aceitável mensurar a qualidade dos projetos de comunicação e publicidade no campo abstrato. Cada vez mais, os números são usados para medir o sucesso de um trabalho. Além disso, o design de um site é importante inclusive para gerar engajamento de quem o acessa. Pensando nisso, preparamos importantes dicas para fazer layouts que convertem mais.

Em uma estratégia SEO, por exemplo, o layout de uma landing page é decisivo para a taxa de conversão e de rejeição. E os clientes têm metas ousadas para alcançar, cabe aos criativos pensar sobre como ajudá-los a atingir esses objetivos. 

Muito além de acompanhar as vendas, uma das possibilidades é explorar as oportunidades de inovação e melhorias nos sites. Projetar a estrutura das páginas para gerar mais conversões tornará o trabalho do designer mais eficaz, contribuindo para o sucesso dos projetos dos clientes.

É neste contexto que surge o Design orientado para a Conversão, do inglês Conversion Centered Design (CCD). A metodologia tem como objetivo tornar cada página que você cria em um site um pedaço de “conteúdo responsável”. 

Dessa maneira, é possível medir o impacto, o propósito e o sucesso de cada página na estratégia de conversão de visitantes em clientes.

Neste artigo, você conhecerá a proposta do Design Orientado para a Conversão, além de obter dicas para fazer layouts que convertem mais.

Continue a leitura! 

O essencial sobre conversão 

Antes de entender como funciona o design orientado para conversão, vamos estabelecer uma base para o que, exatamente, estamos falando. 

Uma conversão é uma ação realizada pelo usuário que atinge uma meta de negócios. 

Se o seu site vende coisas, uma conversão seria uma venda. Se você coletar informações do usuário para atingir seus objetivos de negócios, como agregação de leads, será um envio de formulário. De outro modo, as conversões também podem ser coisas como inscrições em boletins informativos ou até mesmo acessos em uma página com informações importantes que você precisa que os usuários leiam. 

Na prática, você precisa de alguma ação tangível para medir o sucesso do seu site: essa é a conversão.

Por meio de análises, você sabe quantas pessoas estão acessando o site. Sendo assim, é possível usar isso para medir a porcentagem de usuários que estão convertendo. Este número é a sua taxa de conversão e é a maior métrica para medir o sucesso de um projeto criativo

Na verdade, quando você começar a medir o sucesso pela taxa de conversão, ficará surpreso ao ver como até mesmo os designs mais inteligentes aplicados nos lugares errados podem não atingir seus objetivos.

Dentro da metodologia orientada para a conversão, o design busca mais do que a solução de problemas para o usuário. Acima de tudo, trata-se de resolver problemas de negócios. Essa abordagem existe para ajudar os designers a criar experiências de usuário que conduzam a um único objetivo de negócios.

Isso pode ser tão simples quanto clicar em outra página ou tão complexo quanto garantir uma venda ou registro em um site. Em síntese, o CCD facilita determinar quando um projeto não é bem-sucedido porque ele não desempenha seu papel na conversão de visitantes em clientes. O design orientado para a conversão CCD é um híbrido entre arte (o visual, UX e design de conteúdo) e uma ciência (a medição e análise dos resultados).

Importância dos elementos de design na conversão de sites

Mas, afinal, como um site bem projetado afeta seu público e seus negócios? Aqui estão algumas estatísticas reveladoras sobre a importância dessa estratégia:

Boas razões para adotar o design centrado na conversão como estratégia

Define a primeira impressão 

O design do seu site marca o primeiro ponto de contato com o seu público. Tem um forte impacto na forma como o público percebe a sua marca. A única métrica que um design desatualizado ou nada atraente aumentará é a taxa de rejeição.

Fortalece sua estratégia de SEO

Os elementos de design comandam a maneira como o conteúdo é publicado em seu site e como os spiders dos mecanismos de pesquisa rastreiam e indexam suas páginas. 

O tráfego orgânico leva à forma mais barata de conversão digital e o design para SEO cumpre isso, ajudando você a ter uma classificação mais elevada nos mecanismos de pesquisa. Consequentemente, a empresa fica mais visível para seus clientes em potencial.

Promove confiança e gerenciamento de relacionamento mais fácil

É difícil para qualquer cliente online confiar em um site mal projetado. Com um design atraente que capta habilmente a visão e o valor da marca, os visitantes tendem a permanecer mais tempo em seu site, criando mais oportunidades de captura de leads para a empresa.

Mantém sua empresa competitiva

Independentemente do setor em que você opera, há grandes chances de que seus concorrentes já estejam aproveitando os benefícios de designs impecáveis. Qualquer ignorância de sua parte apenas tornará o caso deles mais forte e fará com que você perca oportunidades valiosas de diferenciação.

Melhor desempenho das campanhas de marketing

Marketing e designs memoráveis ​​andam de mãos dadas. Quando os visitantes chegam ao seu site de qualquer canal de marketing, eles já estão na fase de consideração. Embora seja importante ter uma estratégia de design consistente, páginas da web projetadas de maneira inteligente tendem a ter taxas de conversão muito melhores.

O design orientado para conversão

Os usuários que chegam a um site geralmente estão em busca de solução para um problema. Sabendo disso, o objetivo do design orientado para a conversão é encontrar usuários cujos problemas serão resolvidos escolhendo seu produto. 

Com isso em mente, melhorar a taxa de conversão não significa induzir os usuários a fazer algo, mas, sim mostrar aos usuários certos como resolver seus problemas. Para tanto, é preciso deixar duas coisas claras: como o produto resolverá o problema do usuário e o que ele deve fazer para prosseguir.

Isso quer dizer que uma das dicas para fazer layouts que convertem mais é investir em dois aspectos centrais:

Proposição de valor: ela irá determinar se o seu produto pode resolver o problema do usuário. Pode ser uma simples descrição dos benefícios, depoimentos de clientes ou apenas uma declaração sobre o que o produto fará pelo usuário. Uma página não se limita a uma proposição de valor, o ideal é ter várias. Além disso, é importante que o título da página  entregue uma proposição de valor.

O usuário deve ser capaz de determinar rapidamente porque seu produto será útil para resolver o problema. Depois que o valor do seu produto for esclarecido, você precisará direcionar o usuário para a conversão com uma call-to-action (CTA). 

Chamada para a ação: deve informar ao usuário o que ele deve fazer para resolver o problema – o que, no seu caso, significa converter. A maioria dos botões e links devem ser CTAs. São elas que orientam os usuários para que eles saibam para descobrir qual é a próxima etapa. 

Além disso, a facilidade de acesso é um grande fator de sucesso aqui. Usar um formulário real, em vez do botão Solicitar informações (que apontava para uma página de formulário), por exemplo, é mais eficaz e aumenta a taxa de conversão. Se você também está tentando obter informações de um usuário, considere um grande formulário no topo da página. 

Como vimos até aqui, uma das dicas para fazer layouts que convertem mais é garantir maior clareza na apresentação da proposta de valor e da chamada para ação. Existem outros fatores também, como diminuir o atrito no processo de conversão e melhorar o desempenho. Contudo, a mágica da conversão acontece com a proposta de valor e as CTAs em destaque. 

7 dicas para fazer layouts que convertem mais

A otimização do design para conversão é orientada por sete princípios básicos. Aqui, apresentamos cada um deles como dicas para fazer layouts que convertem mais. Confira!

Aplique a técnica do encapsulamento

O encapsulamento é a embalagem em que você coloca o conteúdo mais importante. Assim como o papel de presente que usamos para chamar a atenção de alguém, a ideia é deixar claro para o visitante que o conteúdo é importante para ele.

O que você embala em um design orientado para conversão? O conteúdo que aciona a ação que você deseja. 

O encapsulamento consiste em criar um efeito de túnel, direcionando o olhar da pessoa para o foco da página: o CTA, por exemplo.

Esse recurso evita que o visitante se distraia, mantendo seu olhar voltado para o ponto de interesse. O encapsulamento visa conquistar o clique necessário para a conversão.

Coloque os elementos em contraste

Coloque um grande botão vermelho em um fundo vermelho brilhante e o que acontece? Torna-se indistinguível do fundo.

Aqui, não são as cores que você usa: é o contraste do fundo que importa.

Se o seu apelo à ação se mistura com todo o resto, quem o verá? Ninguém. Faça as coisas se destacarem usando o contraste. Branco sobre preto. Verde sobre vermelho. Busque criar os maiores níveis de contraste. Essa é uma das dicas para  fazer layouts que convertem mais.

Direcione a atenção do leitor 

No design orientado para a conversão, você deseja simplificar a interação dos usuários, para que eles realizem ações. Ou seja, precisa construir suas páginas de forma que eles apontem o caminho para a ação que você deseja que eles realizem. 

Você pode usar setas para destacar a atenção para áreas específicas na tela ou triangular para criar um ponto focal. Quando você usa fotos, use a linha de visão para apontar a chamada para a ação.

Usualmente, os designers incluem caminhos, setas e linhas de visão para direcionar o olhar do usuário para o foco da página.

Explore o espaço em branco

Quanto mais espaço em branco, melhor. Isso porque seus projetos serão mais básicos e menos desordenados, tornando a visualização e a tomada de decisão do usuário mais simples e fácil. Isso também torna mais simples comunicar uma única mensagem principal ao usuário.

Não há melhor exemplo do uso poderoso de espaço em branco do que a página inicial do Google.

Use a urgência e a escassez

Se você quiser que as pessoas ajam agora, você tem que dar a elas uma razão para fazer isso. A psicologia diz que você pode levar as pessoas à ação limitando seu tempo de tomada de decisão. Você pode fazer isso tornando o recurso escasso “Restam apenas 3 produtos com esse preço!” ou tornando o tempo escasso “Restam apenas 41 minutos para fazer o pedido para entrega amanhã de manhã!”

Coloque esse tipo de mensagem o mais próximo possível da frase de chamariz. O usuário precisa sentir que essa é uma oferta especial e limitada. A mensagem é clara: “Aja agora ou perca!”.

Ofereça uma experiência antes da compra

Se você já foi a um supermercado e recebeu uma amostra de um produto, sabe que essa não foi uma atitude generosa do fabricante. Ela é uma técnica que ajuda você a decidir comprar um produto com a certeza de que vai gostar dele. 

No ambiente digital, é possível oferecer uma amostra também. Pense em dar uma sinopse de um relatório ou um capítulo de amostra de um livro, ou os primeiros 10 minutos de seu vídeo de treinamento mais recente.

A ideia é simples: proporcionar aos clientes a garantia de que o seu produto vale o investimento. Mesmo quando esse investimento é apenas um endereço de e-mail.

Conte com a Prova Social, o feedback de outros clientes

No design de um site orientado para a conversão, a chave final para fechar um negócio é que o visitante confie em você o suficiente para dar o salto de fé necessário para se tornar um cliente. 

Uma das maneiras mais simples de ajudar a construir essa confiança é fornecer “prova social”. Ou seja, um feedback sobre como outros clientes e visitantes se sentiram em relação a seus produtos e serviços.

É possível fazer classificações por estrelas ou depoimentos completos. No design, lembre-se de colocar sempre uma pequena explicação, antes do depoimento, para deixar claro que é isso mesmo.

Quer receber um orçamento para criação de um site profissional?

Compartilhe esse contéudo com seus amigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *